Fernando Cabeleireiro

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Mendigo do Vaticano é enterrado junto a São Pedro

      Paraíba produzirá iogurte de leite de cabra sem lactose                                                                                                                                                                                      
Um sem-teto foi enterrado no cemitério Teutônico do Vaticano, um prestigioso local reservado aos religiosos alemães, em um novo símbolo da prioridade concedida pelo Papa Francisco aos desabrigados, revelou nesta quinta-feira a Rádio Vaticano.

Willy, um mendigo de origem flamenca morto em 12 de dezembro, jaz neste cemitério desde 9 de janeiro, disse a rádio. Morreu pelo frio em um hospital próximo.
Willy era uma figura conhecida do Vaticano, e uma presença habitual na paróquia de Santa Ana, no interior do Vaticano. Era um homem aberto e amistoso, que rezava muito e falava a todos os que queriam ouvir sobre a fé, Deus e o Papa. Uma família alemã assumiu os gastos do enterro, segundo a rádio papal.
Francisco fez da pobreza um assunto chave de seu pontificado. No início de fevereiro, mandou instalar duchas para que as pessoas sem-teto pudessem se limpar às margens da Praça de São Pedro, há cabeleireiros voluntários que vão cortar o cabelo dos sem-teto todas as segunda-feiras e são distribuídos sacos de dormir entre os que vivem nas ruas do Vaticano.

Na diocese de Roma, cujo bispo é o Papa, as paróquias receberam a ordem de multiplicar este tipo de iniciativa.
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                          

                                                               

DUAS PESSOAS SÃO BALEADAS EM MONTEIRO NESTA MADRUGADA

Uma tentativa de homicídio foi registrada na madrugada desta Sexta feira na cidade de Monteiro.
O crime ocorreu por volta das 3 e 15 da manhã na BR 110, NA Vila da Manzuá. O autor seria o estudante de iniciais F J G, idade não confirmada.
As duas vítimas seriam E M S L, 21 anos, solteiro, estudante e E H F C, 31 anos, solteiro, motorista, todos residentes em Monteiro.
A guarnição comandada pelo Cabo Jaison, realizava rondas quando se deparou com as vítimas, que disseram que estavam vindo do Bar Recanto Verde em sua motocicleta quando teriam sido vítimas de vários disparos de arma de fogo próximo à Manzuá.
Um dos tiros atingiu o braço esquerdo de uma das vítimas, enquanto que a outra foi atingida com um tiro nas costas
As vítimas foram encaminhadas ao Hospital Santa Filomena e em seguida prestaram depoimento na Delegacia Local. Segundo uma das vítimas, o acusado seria conhecido e que não haveria nenhuma desavença entre ambos.
A polícia foi à residência do acusado, porém o mesmo não se encontrava no local. Todas as informações sobre o acusado, nome, endereço e outras, foram repassadas ao delegado de plantão.

Tribuna do Cariri

NO CARIRI: Preso velho conhecido da polícia pernambucana


Paraíba produzirá iogurte de leite de cabra sem lactose 

A equipe da Rotam da Polícia Militar de Monteiro se deparou em uma ronda de rotina durante a tarde desta quarta-feira (25) com um carro suspeito na vila Santa Maria. O veículo era um celta verde de placa KGC 5209-PE.
Os policiais ficaram aguardando a saída do motorista para fazer a abordagem. Ao checar a placa do veículo foi verificado que o carro foi roubado na cidade de Águas Belas, município pernambucano, na última segunda feira (23). Foram encontrados com o acusado documento do veículo, habilitação e cartões de crédito de outra pessoa. O carro roubado pertence a Reinalvo Marcos de Góis.
O acusado a princípio apresentou um nome falso, mas a polícia descobriu que seu nome verdadeiro é Fernando da Silva Brito (foto) com várias passagens pela Polícia de Pernambuco por roubo e tráfico de drogas.
O acusado foi preso e ouvido pelo Delegado de plantão Dr. Yure Givago.
Com Jacqueline Oliveira e Paulo Viana                                                                                                             


As charges do dia...

Paraíba produzirá iogurte de leite de cabra sem lactose

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Aécio Neves


João Henrique nega adesão a Ricardo na ALPB


O deputado João Henrique (DEM), negou, nesta terça-feira (24), que irá aderir à bancada de situação na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), como se especula nos bastidores da política paraibana. “Estou integrando a oposição”, afirmou.

Mesmo tendo votado no deputado Adriano Galdino (PSB) para presidente da ALPB contra o candidato da oposição Ricardo Marcelo (PEN), João Henrique ratificou que continua na oposição, que o acordo com o presidente Galdino foi apenas para a eleição da Mesa Diretora da Casa de Epitácio Pessoa.

“Nós formatamos um compromisso com Galdino para as eleições da Assembleia. Mas, continuo integrando a bancada da oposição”, afirmou.

Mais cedo, o líder do governo da ALPB, Hervázio Bezerra (PSB), disse que atualmente a bancada da situação tem 19 deputados e o governo trabalha com a possibilidade de elevar este número para 25. Nos bastidores, João Henrique é tido como um dos adesistas. No entanto, apesar das especulações, Hervázio não citou nenhum nome.


Cristiano Teixeira – MaisPB

terça-feira, 24 de fevereiro de 2015

Cássio não só a paraíba, mas o Brasil precisa muito de você! CÁSSIO RODRIGUES DA CUNHA LIMA - PRESIDENTE 2018.

A SAÍDA DO NEGÃO

Por Sérgio Bezerra (publicado em 6 de abril de 2012)
ditinhosefoi2Antigamente, o “nêgo” Ditinho de Expedito Barrão (foto) passava uns tempos em Monteiro e outros lá pras bandas da Bahia. Numa dessas idas e vindas, o peste do “nêgo” voltou imitando Luiz Caldas, o cantor precursor do axé music. E não é que o sujeito, todo cheio de munganga, fazia um sucesso danado com as meninas? Isto bem antes de conhecer dona Cristina, é bom que fique registrado.
Certa tarde, estávamos eu e Lanzudo quando Ditinho chegou com o Gordo de Mané Remígio e Hercílio, irmão de Ernani Pachola, na barbearia de seu Mané Zuza, pai de Quinca do Bar, que ficava em frente à mercearia de Mariano Bezerra, meu avô. O intuito era tirar a penugem que tinha na cara, e que ele insistia em chamar de barba.
Acontece que tinha havido, no sábado anterior, uma festa no Clube Municipal, com a banda Trepidantis, a coqueluxe da época, e o “nêgo” tava contando aos amigos, com mentira e tudo, o que tinha aprontado na festa. Na oportunidade, dizia que estava encantado por uma jovem que conhecera na festa e que, além de boazuda, era moderna e fogosa feito as baianas.
Já sentado na cadeira do barbeiro, o negão contava que a coisa estava ficando tão boa que os pombinhos resolveram sair do clube para namorar à vontade, no beco por trás do Banco do Brasil. Aí, de repente, para de contar a estória e diz:
– Olha ela entrando na mercearia de seu Mariano!… Vê como a bicha é bonita e boa.
De fato, mesmo de longe, a menina deixou todo mundo boquiaberto com tamanha formosura.
O “nêgo” se animou ainda mais, mas, antes de continuar a história, perguntou:
– Vocês conhecem?
Ninguém conhecia, nem mesmo seu Mané Zuca, que, encabulado, com o convencimento do negão, e enquanto amolava a navalha, soltou:
– Pois essa moça eu conheço até demais, eu a vi crescer.
Hercílio perguntou:
– E quem é, seu Mané Zuca?
Seu Mané, piscando o olho, e encostando a navalha no caroço do pescoço do “nêgo”, disse:
– É minha neta, a netinha que eu gosto mais.
Ditinho ficou branco na mesma hora, e o Gordo de Mané Remígio, percebendo a aflição, jogou gasolina no fogo e emendou:
– Termina a história, Negão.
Ditinho, soluçando, gaguejando e com os olhos esbugalhados, olhando para navalha do barbeiro, respondeu:

– Aí, seu Mané, nisso eu me acordei...

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

Impeachment de Dilma!

Temendo que manifestações pelo impeachment cresçam, Lula ordena que Dilma… Certa Hora 22/02/2015 Sem categoria O reforço das agendas de...
CERTAHORA.COM.BR

MONTEIRO DE LUTO: 'O adeus a Ditinho'



Pinto do Acordeon tem perna esquerda amputada em hospital do Recife


pintopernaO cantor Pinto do Acordeon teve a perna esquerda amputada na quinta-feira (19) no hospital IMIP, no Refice (PE). O procedimento médico aconteceu um dia após o aniversário do músico, que completou 67 anos.O cantor passa bem e recebe alta neste domingo (22).
De acordo com o filho do cantor, Moisés Lima, os médicos decidiram amputar a perna devido a complicações na cicatrização de uma ferida. Pinto do Acordeon tem diabetes, o que complicou o quadro. A perna foi amputada abaixo do joelho.
“Ele mesmo [Pinto do Acordeon] pediu para que o médico amputasse, porque não aguentava mais a dor. Os médicos avaliaram e chegaram a conclusão que era melhor amputar”, contou Lima. “O importante é viver, foi o que meu pai disse”.
A mulher do cantor, Madalena Figueiredo, disse que Pinto do Acordeon estará completamente recuperado para aguentar a corrida agenda dos festejos juninos. “Ele acabou de receber a visita de novinho da Paraíba. Passa bem ,em 2015 muito forró que aguarde toda Paraíba ,abertura São João de Patos, Campina Grande, Conceição, Livramento e muito mais”.
Está é a segunda vez este ano que o cantor é internado no Hospital IMIP. No dia 29 de janeiro ele passou mal depois de ter sido submetido a uma angioplastia e precisou ser levado às pressas para o hospital. Ele foi passou por uma nova angioplastia e precisou ficar internado alguns dias.
Um dia antes ter a perna amputada, Pinto comemorou o aniversário com a família em um restaurante da cidade.
Pinto do Acordeon é um instrumentista, cantor, compositor e já foi candidato a vereador nas eleições passadas. É natural da cidade paraibana de Conceição, mas radicado em Patos, no Sertão do estado.

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Um final de tarde em Zabelê (É muito bonito)

Lucivaldo Vaz, Sebastião Vidal, João do Serrote e a cidade de Zabelê aos fundos

 Serra do fogo com inicio de um arco-iris

 Zabelê ao longe com o tempo se preparando para chover

 Serra do fogo ao longe com tempo se preparando para chover

João do Serrote observando jumentos

Exclusivo: Acidente entre moto e carro deixa vítima fatal em Monteiro


Mais uma colisão envolvendo um automóvel Gol e  uma moto CG Honda CB-600, o acidente  aconteceu em Monteiro no Cariri Paraibano. A vitima foi o monteirense, Espedito Tenório 52 anos conhecido como "Ditinho" que ficou gravemente ferido  na tarde deste sábado (21) na BR-110 em frente ao Acrópoles Motel. 

Segundo informações o condutor da moto foi atingido por um carro de passeio. A colisão aconteceu quando o motorista do carro fez a manobra para seguir em direção ao Motel.  O motorista desse veículo fugiu do local sem prestar socorro à vítima e abandonou  o veiculo.

A unidade de Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU esteve no local realizando os primeiro procedimentos, levando-o em seguida para o Hospital Regional de Monteiro.

O Monteirense conhecido por "Ditinho" não resistiu aos ferimentos e foi a óbito. Não se sabe ainda o que  teria causado o acidente. 
Nossos sinceros sentimentos a toda a família.

(Imagens OPIPOCO)
(Espedito Tenorio)
:

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Cavalgada da Prata à Amparo 2013 (parada na Fazenda serrote agudo)

É isso mesmo, foi nesse cenário a muitos anos atrás que o poeta Zé Marcolino escreveu a musica "serrote agudo" imortalizada por Luiz Gonzaga, como vemos nas fotos a casa antiga da fazenda e por traz o serrote agudo.




Caminhão tomba ao tentar subir ladeira na PB 264 no sentido São João do Tigre a Camalaú

Caminhão tomba ao tentar subir ladeira na PB 264 no sentido São João do Tigre a Camalaú


Um caminhão Pipa tombou na manhã desta sexta-feira (20) na PB 264 próximo do sitio Ingá, estrada que liga São João do Tigre a Camalaú, o acidente ocorreu quando o caminhão tentou subir uma ladeira e acabou perdendo a força e tombou ladeira abaixo.
O motorista não teve como evitar o acidente, foi registrado apenas danos matérias. O motorista do caminhão sofreu ferimentos leves, e passa bem. 
Esse trecho de estrada faz parte das obras do Anel do Cariri, que está ligando os municípios de São João do Tigre e Camalaú, estão sendo executado terraplenagem e pavimentação asfáltica.
:

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Deputado quer proibir exibição ou entrevistas de pessoas detidas pela polícia


coutopequenaUm projeto de lei apresentado pelo deputado federal Luiz Couto (PT) proíbe reportagens que mostrem ou entrevistem pessoas detidas, por policiais ou por determinação da Justiça, “sem justificativa procedente”. Segundo o projeto, a proibição é para evitar que essas pessoas sejam “submetidas a vexame, constrangimento ou exposição desnecessária na mídia, salvo autorizado em lei”.
O projeto ainda vai mais longe. Impede a divulgação, sem permissão, de dados ou informações sigilosas sobre inquérito ou processos que tramitam em segredo de justiça. Caso já estivesse em vigor, dados como o da Operação Lava Jato, que vazam diariamente, estariam na imprensa de forma ilegal.
Pela proposta, o desrespeito a essas normas implicará “em abuso de autoridade” e o responsável estará sujeito a sanção civil podendo ser obrigado a pagar indenização de R$ 20 mil ao “ofendido”.
Da mesma forma, poderá sofrer sanção penal que será aplicada de acordo com as regras disponíveis no Código Penal, o que resultará em multa de 20 cestas básicas à uma instituição de caridade indicada pela autoridade judiciária; dois ou quatro anos de reclusão; perda do cargo e a inabilitação para o exercício de qualquer função pública por um prazo de até seis anos.
Luiz Couto esclarece que o projeto altera a lei 4.898, de 1965, elaborada durante o regime militar, e tem como objetivo “adequar o estatuto do abuso de autoridade à realidade sociopolítica do país”.
Couto alega que a lei citada criou ficção jurídica que não constrangesse em demasia as autoridades, quando excediam em condutas típicas para uma época em que as liberdades civis sofriam restrições. “Não sem razão que as penas cominadas são extremamente brandas”.
“Considerando o avanço científico e tecnológico que se valem as autoridades policiais para as investigações e coletas de provas, contar com a comoção social para promover a persecução penal ou alcançar outros fins pretendidos, pode resultar, como vem resultando, na criação de ‘tribunais virtuais de exceções’, onde a condenação ocorre sem que a culpa esteja delineada e a ampla defesa seja exercida”, complementa.

As charges do dia...


PF diz haver indícios que Vitalzinho deu proteção ao ex-diretor da Petrobrás

Fotos produzidas pelo SenadoEm relatório enviado ao juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, a Polícia Federal (PF) apresentou supostos indícios de que o ex-diretor de Serviços da Petrobras Renato Duque, investigado na Operação Lava Jato, recebeu “proteção política” no ano passado durante as investigações da CPI mista da Petrobras, no Congresso Nacional. O documento foi anexado nesta quarta (18) no andamento processual da Lava Jato.
De acordo com o relato da PF, o monitoramento de telefonemas feitos e recebidos por Duque identificaram uma “suposta articulação” com o objetivo de evitar que ele fosse convocado para depor na CPI mista encerrada em dezembro do ano passado.
“Há indícios de que Renato Duque estivesse recebendo algum tipo de proteção política para que não fosse convocado para prestar esclarecimentos à CPMI da Petrobras”, escreveram os policiais federais no relatório encaminhado à Justiça Federal do Paraná.
A interceptação telefônica mencionada pela PF, realizada no dia 11 de novembro de 2014, relata a conversa entre o ex-diretor da Petrobras e uma assessora de imprensa identificada pelos policiais como Gabriela Athias. Duque foi preso pela Polícia Federal três dias após o diálogo telefônico ter sido grampeado, na sétima fase da Lava Jato. Atualmente, ele está em liberdade por ordem do Supremo Tribunal Federal (STF).
A interlocutora de Duque na conversa telefônica, de acordo com o relatório da PF, seria funcionária da Somma Comunicações, empresa de assessoria de imprensa que prestava serviços ao escritório de advocacia contratado pelo ex-dirigente para defendê-lo no processo da Lava Jato.
No diálogo, Gabriela relata detalhes da articulação de parlamentares governistas para evitar que Duque fosse convocado a falar na CPI mista.
Naquele dia, uma manobra da base aliada, comandada pelo então presidente da comissão, o ex-senador Vital do Rêgo (PMDB-PB), evitou que o requerimento de convocação fosse apreciado pelos integrantes do colegiado.
Na ocasião, a ausência de parlamentares governistas no início da sessão evitou que houvesse quórum para votar o pedido para Duque comparecer à CPI. Porém, durante o depoimento, deputados e senadores oposicionistas conseguiram se mobilizar para alcançar o quórum e exigiram que o requerimento fosse votado.
Apesar da pressão, Vital do Rêgo decidiu encerrar a reunião alegando que a sessão de votações do plenário do Senado havia começado. A atitude gerou intensos protestos da oposição e até confusão em plenário. Na conversa telefônica, a assessora de comunicação relata a manobra a Duque e diz que o governo achou “arriscado” permitir que ele fosse convocado.
A jornalista afirmou ao ex-diretor da estatal que uma das estratégias seria deixar que o requerimento fosse aprovado, mas protelar ao máximo o agendamento da oitiva. “Na verdade, o governo achou que era muito risco aprovar e deixar o negócio na gaveta aprovado, entendeu?”, afirmou Gabriela, conforme a transcrição do diálogo telefônico.
Duque então ironizou, dizendo que não podia dizer que havia ficado chateado com a notícia. Conforme a transcrição, a assessora responde que ficou “aliviada” com o resultado da reunião da CPI mista.
Ao G1, o advogado Alexandre Lopes, um dos responsáveis pela defesa de de Renato Duque, afirmou que é um “erro grave” da Polícia Federal apontar indícios de que o cliente dele teria recebido proteção política na CPI mista.
“Um erro gravíssimo da PF. Um erro grave, aliás, mais um. Trata-se um erro muito grave da PF em relação ao Duque porque ele não recebeu nenhuma proteção. Ninguém é capaz de impedir que uma pessoa não seja convocada por uma CPI”, ressaltou Lopes.
A assessoria do ministro Vital do Rêgo informou ao G1 que, à época da sessão citada pela PF, o então senador cancelou a reunião da CPI mista em razão do início da ordem do dia no Senado, o que, segundo ele, impediria o prosseguimento da sessão.
Já Gabriela Athias explicou que prestava serviços de assessoria de imprensa para o escritório de advocacia que defendia Renato Duque e que somente repassou a ele “o que era informação pública”.

Sede do sítio pica-pau após limpeza geral!









Zabelê: Obras a 1000 por hora!

 Escola creche em funcionamento com posto de saúde da vila em construção a frente
 Construção do posto de saúde da vila
 Creche escola a 1000
 José Henrique Neto (Seu Dezinho). Não precisa dizer mais nada!
Quem dizia que minha rua era sem saída agora tá é calado; engole essa João do Serrote! Tem saída sim rsrsrsr.